Segundo Vídeo Dos Atletas da Baixada Santista

Há vagas!!

Se você já assistiu televisão alguma vez na sua vida, é bem provável que você tenha passado por um desses canais onde tem um pastor pregando para uma multidão onde todo mundo conseguiu comprar um carro zero, uma casa nova ou abriu sua própria empresa. Depois de um tempo de cristianismo eu já vi muita coisa estranha, desde clipe com jet ski e Ferrari onde a letra da música dizia que tudo isso era promessa de Deus pra mim até igreja que oferece desconto no dízimo. É impressionante como a maioria das coisas bizarras que ferem o cristianismo tem haver com grana ou com conseguir algum tipo de autoridade. Tenho certeza que você já recebeu ou conhece alguém que já recebeu uma profecia do tipo "eis que te digo, serás um grande empresário" ou "será um grande pregador e converterá nações ao Senhor", entenda que eu não estou criticando nenhuma denominação, eu e meu ego até que gostamos desse tipo de coisa.

Muitas igrejas hoje mais parecem uma previdência privada oferecendo um seguro tranquilo sem grandes emoções, afinal Jesus nasceu dentro de um estábulo em uma família pobre para que você pudesse desfrutar do prazer de possuir um carro importado, e caso você tenha problemas com as prestações do seu novo carro importado algumas igrejas ainda oferecem a fogueira santa para que você mande o carnê do Diabo de volta para o inferno.

Será que o reino do céus aqui na Terra se resume a isso, ser um pastor ou empresário, só isso? Eu não estou contestando a teologia da prosperidade nem nada do tipo, nós (eu e meu ego) realmente gostamos desse tipo de mensagem, mas na real eu acho que o reino dos céus de que a bíblia fala na verdade é toda uma cultura celestial que precisa ser implantada nesse mundo. Essa cultura deve ser exposta através de todos os meios disponíveis e não somente através de um púlpito ou da prosperidade vivida por alguns. Por que é tão difícil alugar um filme BOM com uma mensagem cristã? Por que é tão difícil ouvir música BOA feita por cristãos? Por que será que grande parte dos cristãos está desperdiçando seus talentos correndo atrás de grana?

Temos que entender que há vagas no reino de Deus para bons músicos, escritores, grafiteiros, estilistas, atletas, artistas, fotógrafos, e qualquer coisa que você queira fazer para expressar a cultura cristã, e que o reino de Deus precisa de pessoas que façam aquilo que sabem mesmo que isso não seja o negócio mais lucrativo do mundo.

A igreja está carente por coisas novas, por favor aceite o chamado de fazer algo criativo pelo cristianismo!

 Por www.artureosemergentes.blogspot.com

Não se venda...



 Há alguns dias tenho passado alguns bons momentos com Deus, e isso me fez refletir, o que faz as pessoas trocarem Jesus por outras coisas? Certamente existe uma lista quilométrica com as respostas para essa pergunta, afinal, quantos de nós nunca caímos? Claro que todos nós em algum momento da nossa caminhada encontramos alguns obstáculos que nos fazem retroceder, ainda que por pouco tempo, mas isso é um fato, a bíblia mesmo nos afirma “que todos pecaram” e também pecarão.

Mas não é sobre pecado que eu quero falar, e sim sobre algo um pouco mais triste, quero falar sobre “vender a primogenitura”. Primogenitura é o direito de ser o herdeiro da família, no passado reservado somente ao filho primogênito.

Outro dia me recordei do texto que está em gênesis (cap 25. vs 27- 34) , onde relata a história de dois irmãos, um deles chamado Esaú que acaba vendendo a sua primogenitura para o seu irmão Jacó, e como se isso não fosse o bastante, ele vende por um prato de lentilhas, isso mesmo um prato de lentilhas. Confesso que quando li esse texto pensei, “Eca, que burro vender o seu direito da herança familiar por um prato de lentilhas!”, talvez se você for muito pobre e vegetariano isso até pareça um bom negócio para você, mas o que a história quer nos mostrar é algo um pouco mais profundo do que um prato de lentilhas e o direito de ficar com as coisas do pai, quando estive me perguntando, “Deus como alguém pode vender algo tão importante por um prato de lentilhas?”, e de repente veio a resposta; o que na verdade fez Esaú vender o seus direito à herança, foi  o IMEDIATISMO, na verdade ele não quis esperar para cozinhar algo para si e por isso se vendeu por tão pouco, já que a bíblia mesmo relata que Esaú era um exímio cozinheiro, pois quando seu pai Isaque estava para morrer, pediu que Esaú cozinhasse um cordeiro para que ele comesse (Gn 27.3-4) , e essa é parte da história que muitas vezes passa desapercebida. Esaú sabia cozinhar mas ele não queria esperar até que seu prato estivesse pronto, então naquele momento de fome depois de um dia de trabalho duro, Esaú vendeu a sua herança por um prato de lentilhas. Mas isso não foi um fato isolado dos tempos remotos encontrados em Gênesis, ainda hoje o imediatismo nos faz vender nosso direito às promessas divinas.

Parece que o imediatismo faz parte da natureza humana e desde cedo se manifesta em nós, das maneiras mais variadas possíveis, e mais cedo ou mais tarde (normalmente cedo até demais) o imediatismo nos faz desistir de tudo o que é mais valioso para nós. Seja como for que esse imediatismo se manifeste, seja através daquele relacionamento que nós pensamos que está na hora de acontecer, já que parece que orar pra saber a vontade de Deus vai demorar muito, e ainda pode ser que a resposta seja não, então nós vendemos o plano que Deus tinha para nós.

O imediatismo nem sempre é tão explícito, muitas vezes é nas pequenas coisas que ele aparece, seja quando queremos dirigir sem ter habilitação ou idade para tal, seja quando queremos abraçar o primeiro emprego que aparecer mesmo sabendo que no fundo esse emprego nos afastará de Deus.

Mas nem sempre o imediatismo aparenta nos afastar de Deus, algumas vezes parece que vai nos aproximar de Deus, isso acontece quando estamos na igreja há algum tempo e achamos que estamos prontos para fazer tudo, para se envolver em todos os ministérios, estamos prontos para casar, para pregar, enfim, para tudo. O imediatismo muitas vezes sussurra em nossos ouvidos para fazermos a coisa certa, só que no tempo errado, e não se esqueça a coisa certa no tempo errado, é a coisa errada.

Como a bíblia nos adverte “há caminhos para o homem que parecem corretos, mas no fim são caminhos de morte” (Pv 14.12), nós devemos prestar muita atenção, pois muitas vezes tomamos o lugar de Deus e queremos decidir o tempo das coisas, já que parece muitas vezes que o tempo dEle demora mais para passar, e acabamos por vender nossas promessas e principalmente, nossa salvação.

Então fique atento, não se venda por impulsos imediatistas, mas antes consulte a Deus para tomar suas decisões, já que temos um Deus-Pai que fala e ouve, devemos desfrutar o dom maravilhoso de sermos seus filhos e tirar todas as nossas dúvidas com Ele, amém?

Por www.artureosemergentes.blogspot.com

28mm wide angle em breve o test drive aqui...

Qual é o papel da igreja?



Todos sabem que a igreja é detentora de um papel social. Por muitos anos foi a instituição mais forte chegando a ser mais importante até mesmo que o governo. Desde a sua inauguração oficial há cerca de dois mil anos atrás até hoje a igreja passou por inúmeras mudanças, cometeu grandes erros e perdeu grande parte de seu poder sobre a sociedade. Mas em que ponto a igreja errou para que fosse destituída de seu papel tão atuante na sociedade? Como uma iniciativa divina que se iniciou sobre a vida de um único ser humano, passando a arrebanhar multidões, alcançando um patamar de autoridade mais alto do que o governo passou a ser isso que nós conhecemos hoje?


Tudo isso me leva a tentar entender o que será que a igreja deveria fazer hoje para mudar a sociedade? O que será que eu, o irmão que senta do meu lado no sábado a tarde e você que está lendo isso deveríamos fazer ? Qual é o nosso papel como igreja? Será que nós temos cumprido esse papel?


A Bíblia mostra que durante algum tempo uma galera de quase quatrocentos caras que eram muito loucos, começaram a se ajuntar dentro de uma caverna e nesse lugar todo o tipo de maluco rejeitado era aceito, esse movimento ficou tão grande que de dentro dele saiu um rei que foi um cara segundo o coração de Deus, esses caras mudaram a sua geração, sua cultura e seu país.
Será que não era isso que Jesus queria quando falou com Pedro sobre igreja? Pedro era uma cara que conhecia a história dos malucos dentro da caverna, e Pedro começou a espalhar a mensagem para todo tipo de pessoas inclusive os rejeitados e incompreendidos.


Hoje em dia a igreja não se parece muito com os caras da caverna que aceitavam todo mundo, a igreja tem se tornado mais exigente com o seu público, aceitando aqueles que se parecem com os que já se encontram na caverna e rejeitando os que não se parecem.


Igreja não é a instituição ou o nome do lugar que você vai nos finais de semana, igreja sou eu e você, e nós, a igreja deveríamos agir como cordas humanas como foi dito ao profeta Oséias, trazendo as pessoas para perto de Deus fazendo com que elas se sentissem aceitas mesmo com as suas falhas.


Nós amamos com muita facilidade, porém somente as pessoas que se parecem conosco e isso é muito fácil porque é como amarmos nós mesmos indiretamente, o grande desafio da igreja em cumprir o seu papel é amar e aceitar as pessoas que ninguém mais aceita assim como Jesus fez enquanto esteve aqui fisicamente.


Desafie-se a amar as pessoas que são diferentes de você, desafie-se a amar aqueles que ninguém mais ama e desafie-se acima de tudo a cumprir o seu papel!

Por  www.bolateen.blogspot.com

Esclarecimento Sobre os Posts da Lady Gaga e da Beyonce


Nosso papel aqui não é acusar, nem defender religião.Nosso dever como cristão é abrir os olhos, amar, exortar, informar etc...para isso que esse Blog serve!

Nós sabemos que tem muito pastor que rouba, muito lobo no meio das ovelhas, mas o nosso papel é de valorizar os verdadeiros homens de Deus e pessoas comprometidas com o evangelho, por isso dê valor a sua liderança, sua igreja, seus relacionamentos e amigos porque são pessoas mais próximas ( porque você as conhece )... e principalmente a Jesus!!

No amor,

Rica

Batalha Espiritual



Eh noixxx na Flórida










 

Churrascaria


Jesus Culture!!




 

Os jovis da Life Point : www.lifepointchurch.com

Durante a semana...

O Jesus Culture Conference rolou em Atlanta - GE, além do show aconteceu uma conferência de 4 dias, de quarta á sábado, imagina...

Vale a pena assistir...

Já tentei...

Admiro, mas não dá p/ mim, prefiro me arriscar na fotografia rs...

Ybere's Productions - Surf Bahia

Dublin - Irlanda

As informações de Dublin, na Irlanda vão chegar aqui...pra quem quizer fazer intercâmbio lá, um dos mais legais junto com Estados Unidos e Austrália.Nosso brother Leandro vai nos mostrando o dia a dia, escola, emprego etc...












 By leandrolessa.wordpress.com

Surf na Bahia

O que faz uma fotografia incrível?

@Du_Albuquerque: Uma boa composição junto com uma boa edição fazem muitas fotos serem maravilhosas.

@Guilherme_vini: O Conteúdo.

@claytonmarinho: Inspiração, equipamento e conhecimento.

@adiphotos: Composição, Expressão, História, Impacto.

@OriginalLyn: o olhar do fotógrafo, e um bom equipamento!

@kaikysilva: Iluminaçao?

@rflortiz: Passar sentimento mais do que demonstrar técnica…

@a_fotografa: Eu acho que fotografia sendo uma arte nem sempre é compreendida por todos. E nem por isso deixa de ser uma boa foto.

@mari_milanezi: a pergunta é dificil e tenho pensado muito sobre ela. Mas tenho avaliado nitidez, foco, composição e cores nas minhas fotos.

@danielfotos: Sentimento. Não importa se a técnica for perfeita se a foto não causar um forte sentimento quando olhamos para ela.

@miguel80s: se tem um livro que se dedica a responder essa pergunta é o A Câmara Clara, do Roland Barthes…. e eu concordo.

@mari_milanezi: é.. uma mensagem que todos conseguem entender :/ Muitas fotos ”ótimas” em nitidez, composiçao, blá blá não tem mensagem.

@Lady_Music: pra mim é aquela que capta algo que vc olha e diz: prq eu não pensei nisso? Não precisa ser inédito basta ser especial.

@CaboEnrolado: o enquadramento exato do momento escolhido pelo fotografo e as cores passarem a mensagem q pretende.

Essas foram algumas das respostas dadas momentos depois de eu indagar meus seguidores. A minha opinião eu deixei lá: pra mim uma foto incrível passa uma mensagem, um sentimento. Amor, tristeza, felicidade… qualquer coisa. Mas é uma mensagem que quem vê não consegue ignorar.

By DDF

Mentes organizam, corações mobilizam...

Algumas igrejas destacam-se por possuírem características muito peculiares. Muitas delas direcionam todos os seus esforços para manterem sua membresia. As programações visam apenas o bem-estar de seus membros, que a cada dia vão se tornando comodistas inveterados. Por isso, a preocupação de sua liderança é se o culto vai agradar. Se ele não agrada, a solução é mudar a liturgia, o estilo de música, os músicos ou até mesmo o pastor. Caso contrário, correm o sério risco de perder a tão protegida membresia. O mais interessante é que igrejas assim não se preocupam com os de fora; a prioridade é manter a máquina funcionando. Outras, no entanto, buscam caminhos diferentes: seus programas e estratégias visam o alcance de novos membros. Porém, o interesse está naquilo que eles têm a oferecer. A força motriz não é o “ide” de Mateus 28.19, e sim o tilintar da moeda em seus gazofilácios.

Os modelos ora citados criam dois tipos de “crentes-consumidores”: os eclesiásticos e os decepcionados. Os eclesiásticos são os que sugam da igreja; pessoas que não vivem sem ela. Em sua grande maioria, são frequentadores assíduos de suas atividades. Cantam em conjuntos e até fazem parte de algum departamento que lhes possa interessar. Mas o que os move é a busca pela satisfação pessoal. Já os consumidores decepcionados, com o tempo descobrem que adquiriram um produto que não satisfará para sempre as suas necessidades. Decepcionam-se com a igreja e, consequentemente, se afastam de Deus.

O que os dois tipos têm em comum? Programas e estratégias. Logicamente, para que elas se tornem atividades efetivas são necessárias mentes para organizá-las. Qualquer pastor que se preze falaria com orgulho se em sua igreja existissem tais mentes. Pessoas capazes, bem preparadas física e psicologicamente, instruídas, aptas a ensinar. Gente inserida na comunidade, com visão e percepção das tendências socioculturais. O problema é que se tudo isso existir sem amor, não há valor algum! Programas, estratégias, grupos pequenos ou grandes, ministérios, departamentos... seriam como címbalos retumbantes. O maior de todos os valores do evangelho é a transformação de pessoas. Quando Jesus curava um aleijado, ele finalmente podia ir para casa. Aleijados não frequentavam lugares de gente saudável (como igrejas, por exemplo). Jesus, além de curar, transformava a realidade de todos.

Podemos ter os melhores planejamentos estratégicos, mas se não proclamarmos um evangelho transformador, significa que não entendemos nada do que Cristo nos mandou fazer. E então, corremos o risco de fazer parte de uma das igrejas descritas no início. Por isto, relembro a frase-título desta reflexão: “Mentes organizam, corações mobilizam!”. As mentes são necessárias para a organização de nossas dinâmicas ministeriais. No entanto, corações sensíveis mobilizam pessoas a se renderem ao Senhor Jesus.

Que Deus nos ensine a colocar mentes e corações ao seu dispor.

Por bereianos.blogspot.com

Blog do Bispo Macedo - IURD



Quero divulgar um blog muito edificante e polêmico: o do Edir Macedo...

Sem essa história de placa de igreja, o cara é abençoado sim!!

Depois de ter lido a biografia dele fiquei mais ligado de sua origem e história...

Confira no link  http://www.bispomacedo.com.br/blog/

 

Atenção..........


Com um discurso contraditório aos princípios cristãos, a candidata do PT à presidência da república, Dilma Roussef, defendeu no programa Roda Viva, da TV Cultura, o casamento homossexual. Mesmo com a idéia que fere os princípios cristãos, a petista tem amplo apoio da Universal, Assembléia de Deus e da Igreja Mundial da Graça. A petista argumentou ainda que é contra alterações na atual legislação que regula o aborto.

"Sou a favor da união civil. Acho que a questão do casamento é religiosa. Eu, como indivíduo, jamais me posicionaria sobre o que uma religião deve ou não fazer. Temos que respeitar", afirmou. Dilma que lidera as pesquisas de intenção de votos, principalmente nos grupos que recebem menos de um salário mínimo, recentemente subiu no púlpito da Assembléia de Deus dizendo que ‘Lula defende os valores cristãos no Brasil’ e logo após foi à Bahia tomar um banho de axé com pais de santo e aproveitou ainda para visitar o Círio de Nazaré.

Marina Silva, que não tem apoio nem mesmo de sua denominação, criou racha em seu partido, o PV, por se manter fiel as seus princípios e não tirar fotos com bandeiras dos defensores dos direitos LGBT.

Onde a sinceridade excessiva sobrepõe a verdade absoluta


Só falar a verdade não importa, a sua verdade na verdade não é verdade, seus ACHISMOS , seus pensamentos e opiniões sobre alguém nem sempre revelam a glória de Deus.Somos seres caídos, tendenciosos, inclinados a fazer o mal, sim é a nossa natureza: menosprezar, excluir, julgar... Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço.( Rm. 7 – 19 )

Jesus é o caminho, a verdade e a vida. ( João 14 – 6 )Quando você pensa ser a verdade sobre a aparência de uma pessoa, o interior da pessoa, o jeito da pessoa, uma determinada situação nem sempre é a verdade, porque Ele é a verdade e do ponto de vista Dele “O VERDADEIRO” a pessoa é vitoriosa, rica, virtuosa, sábia etc...

Mesmo seu ponto de vista sendo diferente.Ele não não é homem para que minta, nem filho do homem para que se arrependa. ( Números 23 – 19 )O PONTO DE VISTA DELE É O VERDADEIRO!!!

Isso pregamos e nos crucificamos junto com Ele para que sua verdade apareça...

Que nem foi dito no começo do texto só a falar a verdade não importa, ser SINCERO AO EXTREMO nem sempre é a vontade Dele, se formos levar ao “pé da letra”qual seria a verdade sobre a abertura do mar vermelho ou o fim do ladrão na cruz?!Morte!!!Vamos ser sinceros: morte.A nossa verdade é limitada...

Por isso devemos sempre sim analisar a “verdade”, mas orarmos para a VERDADE nos ser revelada, não a nossa, mas a verdade dos céus de um Deus capaz e vivo atue em nossas vidas.

Assim eu oro pela sua vida: que você cada vez mais enxergue a verdade dos céus, e ela sempre será: bonita, feliz, amável, agradável, leve, etc...etc...etc...

Em Cristo,

Ricardo L. Afonso

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...